• CATEGORIAS: FILMES
  • 07/11/2018

    Nasce Uma Estrela é um filme que vem com bagagem. Essa história já foi protagonizada por DIVONAS como Janet Gaynor (1937), Judy Garland (1954) e Barbra Streisand (1976) e é uma narrativa muito querida e importante pra cultura pop.


    Foi então que Bradley Cooper assumiu o papel de produtor, a cadeira de diretor e escalou Lady Gaga juntamente com os executivos da Warner com um dueto de Midnight Special, do Creedence Clearwater Revival, gravado na casa de Gaga.


    O longa nos apresenta Ally (Lady Gaga), garota extremamente talentosa que trabalha como garçonete e vive se apresentando em barzinhos. Em uma certa noite, procurando algum lugar pra beber, Jackson Maine encontra a tal moça se apresentando. E durante uma performance muito vibrante e cheia de personalidade de La Vie En Rose, Jack fica apaixonado por ela, e a partir desse momento se inicia a história.


    As canções são lindas! Elas dão o tom certinho para as cenas, com letras muito bem pensadas e que ajudam a conduzir tudo. Cooper soube muito bem colocar as músicas no melhor tempo possível, com a atuação no ponto.


    Apesar de Shallow ser ultra importante e muito bonita, o destaque de verdade vai para I’ll Never Love Again, que fala sobre um sentimento enorme de amor, uma entrega completa e declaração de fidelidade eterna. É intensa e muito bonita!


    Nasce Uma Estrela é um acerto. Uma surpresa linda. E um exemplo de que nem sempre um remake significa “mais do mesmo”.


    Beijinhos Beijocas,


    Carol


        0 COMENTÁRIOS |

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  • POSTS RELACIONADOS