Idiomas disponíveis:portugues do brasilingles
  • 16 JAN


    Beijinhos Beijocas,


    Carol


    0
    comentarios

    Categoria: Destaque

  • 11 JAN

    O bodies sem dúvida é o #trendalert em várias versões para este ano, desde modelos  algodão até na linha beachwear. Eles já estiveram presentes em outras estações, mas agora, impulsionado pelas celebridades eles irão virar febre na moda de rua.


    Anitta, Kim Kardashian, Camila Coellho, Thassia Naves e várias outras fashionistas entraram na onda que mistura sensualidade a streetwear; desfilaram com seus looks sexys por aí virando peça desejo para muita gente!!



    Um cuidado que devemos ter na hora de usar esse tipo de bodies é para o sexy não virar vulgar, que nesse caso é super fácil…


    Para apostar, combine um bodies de lingerie, preferencialmente preto e com detalhes de renda, a calça jeans boyfriend, mom jeans ou calças baggy esportivas. O contraponto entre uma parte de baixo mais folgada e o top justinho valoriza a cintura e o quadril e evita que o look fique apelativo demais. #euamo



    Esse modelo é da Indecense, com detalhes em renda e veste super bem no bumbum. Acabou de chegar e já roubou nossos ♥.


    Beijinhos Beijocas,


    Carol


    0
    comentarios
  • 05 JAN

    Para as fãs de tricô: conheça o i-cord, o ponto queridinho da vez na decoração.


    Para personalizar e deixar cada cantinho mais charmoso, estas letras em arame são feitas artesanalmente e finalizadas com lã importada.



    A inglesa Elizabeth Zimmermann (1910 – 1999) era fonte de inspiração até mesmo quando assumia um erro. Dama do tricô, ela reinventou diferentes técnicas, propôs a costura com duas mãos e linhas de cores diferentes e até mesmo a criação de um suéter com agulha angular – o que para as entendedoras garantiu muita praticidade.


    Em pleno 2016, mais um “achado” de EZ, como é chamada no mundo das artes manuais, é o queridinho do momento. O i-cord surgiu de um ponto que a inglesa teria errado e, não à toa, ganhou, quando traduzido, a expressão de “corda idiota”. Quem não ligou o nome ao visual, o i-cord também é chamado de tricotin ou rabo de gato, em referência ao formato tubular (como uma cauda do bichinho), que vai ganhando o comprimento de uma corda.



    Ela esteve em feiras na Alemanha e na França e percebeu que aquelas peças que estavam tão em evidência nada mais eram do que o ponto rabo de gato que aprendeu com a avó na infância. No Brasil, com a associação ao clima tropical, as pessoas demoraram um pouco mais para aderir, pois têm resistência à lã. Mas hoje já está com bastante força em trabalhos de artesanato para decoração e também para acessórios de moda, como colares e enfeites para cabelo


    O formato de tubo permite que seja inserido um arame e, assim, ganha diferentes formas e acabamentos: você pode ter, então, palavras escritas em tricô, um clip estiloso para um mural de recados ou o que mais a criatividade mandar, como uma nuvem para o quarto das crianças. O efeito vai do romântico, ao lúdico.



    O i-cord pode ser também o toque final em outros objetos de decoração, como um detalhe que faz a diferença em garrafas e vasos ou como base de luminárias artesanais.


    Como toda técnica artesanal, não tem regra rígida para usar o I-cord, que pode ser visto personalizado de diferentes formas, cores e texturas dos fios.


    É uma ótima opção para decor, não é mesmo?


    Beijinhos Beijocas,


    Carol


    0
    comentarios
  • 02 JAN

    Oi meninas,


    Primeiro post de 2018!


    Recebi este vídeo da minha mãe dia 24/12/17 e fiquei sem ar com as palavras deste poeta, foram poucos minutos que tocaram meu interior de forma plena, através da delicadeza e sutileza em forma de palavras. E em seguida, a curiosidade me fez  procurar por mais informações e poder compartilhar com muito orgulho raízes do nosso país.


    Disseminando sua poesia aos quatro cantos, Bráulio é considerado um dos maiores ativistas da cultura nordestina no mundo.


    3×4 por Braúlio: Vendo os “versos se bulir” desde muito cedo, aos 14 anos o menino de Alto Santo, interior do Ceará, rabiscava nos cadernos da escola seus primeiros versos. Tendo como principal fonte de inspiração a poesia de Patativa do Assaré, Bráulio Bessa também versava à sua maneira dos afetos e da vida no sertão.



    Sobre o verdadeiro sentido do Natal! #daumplay




    “Quando se ajuda alguém, o ajudado é você. Que a gente viva o Natal todo ano, o ano inteiro”!  Simples assim!


    Beijinhos Beijocas,


    Carol


    0
    comentarios
  • 25 DEZ


    Beijinhos Beijocas,


    Carol


    0
    comentarios

    Categoria: Sem categoria

pagina anterior
proxima pagina